Name: Catarina Afonso

E-mail: This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

Academic Degree: Doutoramento

Professional Status: Terapeuta da Fala

CLUL's Research Sector: Grammar & Resources

Research Areas: Consciência Fonológica

 


Academic Degrees:

  •  Doutoramento em Linguística para o Diagnóstico e Intervenção (2016)
  •  Mestre em Terapia da Fala - área da Patologia da Linguagem (2008)
  • Licenciada em Terapia da Fala (2005)

Activities:

  • Terapeuta da Fala em gabinete particular
  • Investigadora do Centro de Linguística da Universidade de Lisboa (CLUL, grupo de investigação - Grammar & Resources).

Publications:

2015

  • Afonso, C., Feitas, M.J. & Castelo, A.
    Quantas sílabas tem “cháv(e)na”? Sobre o impacto dos apagamentos vocálicos na segmentação silábica de crianças no ensino pré-escolar.
    In: Linguística – Revista de Estudos Linguísticos da Universidade do Porto, 10, 31-58, [pdf] 
  • Afonso, C., Gonçalves. A. & Freitas, M.J.
    A princesa ficou *adormir ou a dormir? Dados sobre a consciência da unidade palavra em Português europeu.

      In: Revista Linguística, 9, 35 – 58, [pdf] 

 

2014

  • Afonso, C. & Freitas, M.J.
    Os caracoles são azules? Dados espontâneos e experimentais sobre a aquisição dos plurais das palavras com lateral final
    In: Estudos em Aquisição Fonológica. Volume IV. Pelotas: Universidade Federal de Pelotas. [27 pp.], [pdf]

 

2013

  • Afonso,C., Gonçalves, A. & Freitas, M.J.
    Como é que as crianças contam as palavras? Dados sobre a consciência lexical em português europeu.
  • In: Textos Seleccionados do XXVIII Encontro Nacional da APL. Lisboa: APL. [15 pp.], [pdf]

 

2010

  • Afonso, C. & Freitas, M.J.
  • Consciência fonológica e desenvolvimento fonológico: o caso do constituinte Ataque em Português europeu.
  • In: Avaliação da Consciência Linguística: Aspectos fonológicos e sintácticos do Português. Lisboa: Ed. Colibri (pp.45-68).

 

2009

  • Afonso, C. & Freitas, M.J & Alves. D.
  • Complexidade prosódica e segmentação de palavras em crianças dos 4 aos 6 anos de idade
  • In: Cadernos de Saúde, 2(2), Lisboa: Universidade Católica Portuguesa.