Gramática & Recursos

Este grupo centra-se na modelação do conhecimento linguístico integrando conhecimento sobre interfaces entre diferentes áreas da gramática e conhecimento sobre o uso da língua. O grupo tem como característica distintiva o trabalho conjunto nas áreas da fonologia, do léxico, da sintaxe e da semântica, com o objetivo de construir um modelo integrado de gramática, considerando a forma como o conhecimento linguístico é representado na mente humana, bem como a forma como esse conhecimento poderá ser modelado computacionalmente; o trabalho sobre a aquisição de L1 e L2 está naturalmente no centro deste programa de investigação. A integração de modelos de representação do conhecimento linguístico e de modelos de uso da língua é conseguida através do estudo de corpora.

A produção de corpora e recursos em geral serve ainda o objetivo do grupo de produzir documentação e descrições do português europeu contemporâneo, bem como de línguas menos estudadas que resultam de contacto linguístico (crioulos de base lexical portuguesa, variedades nacionais do português em África e na Ásia). O grupo produz ainda recursos para o estudo da aquisição do português como L1 e como L2 em diferentes situações de aquisição. O grupo integra o CLARIN LP.

A investigação desenvolvida por vários membros do grupo na área da aquisição de L1 e L2 contribui diretamente para o objetivo geral do CLUL de articulação entre investigação fundamental e aplicada, nomeadamente nas áreas da Linguística Educacional e da Linguística Clínica.

São, atualmente, grandes objetivos do grupo:

- Produzir novos recursos para o estudo do português e de crioulos de base lexical portuguesa;

- Continuar investigação fundamental que visa a modelação do conhecimento linguístico, integrando conhecimento sobre interfaces internas à gramática;

- Continuar a documentação e descrição de crioulos e novas variedades do português que emergiram em situação de contacto de línguas;

- Desenvolver o estudo da aquisição do português, dando especial atenção a situações de contacto linguístico (no âmbito do recente Heritage Language Consortium) e à comparação entre desenvolvimento típico e atípico;

- Explorar a potencialidade da linguística comparada para a produção de recursos para a tradução e promover, na mesma área, ligações à indústria.

IR do Grupo

Membros

Colaboradores

Outros ex-membros
Armando Zamora, Maria Sampedro Mella
Recursos Tipo
A Lexicon of Child European Portuguese - CEPLEXicon Léxico
Acquisition of European Portuguese Databank - AcEP Base de dados
Base de Dados para a Identificação do Português Língua Nativa - NLI-PT Base de dados
Child-Adult Interaction Corpus - CAI Corpus
Child-Adult interaction European Portuguese Base de dados
Corpus Almeida - European Portuguese / French Corpus
Corpus Angolar Corpus
Corpus C-ORAL-ROM Corpus
Corpus CCF Corpus
Corpus CINTIL Corpus
Corpus de Português de Cabo Verde Corpus
Corpus de Português do Sri Lanka Corpus
Corpus de Referência do Português Contemporâneo - CRPC Corpus
Corpus de Textos Literários - LT Corpus Corpus
Corpus do Parlamento Português anotado com POS - PTPARL Corpus
Corpus Fadambo Corpus
Corpus Leiria (1991) Corpus
Corpus Online de Escrita e Fala de Crianças nos Primeiros Anos de Escolaridade - EFFE-On Corpus
Corpus PESTRA Corpus
Corpus Português Fundamental - Corpus PF Corpus
Corpus Principense Corpus
Corpus REDIP Corpus
Corpus Santome Corpus
Corpus SANTOS - Português Europeu Corpus
Crosslinguistic Child Phonology Project - Português Europeu - CLCP-PE Ferramenta
Dados Orais de Cabo Verde - CV Words Base de dados
Demo de Subespecificação e Desambiguação de Escopo Ferramenta
Dicionário de Hindi-Português-Hindi Base de dados
Diu Indo-Portuguese Data Set Base de dados
Interacção Pessoa-Máquina em Linguagem Natural - INQUER Base de dados
Learner Corpus of Portuguese L2 - COPLE2 Corpus
Léxico Multifuncional Computorizado do Português Contemporâneo Léxico
NPChunks: Corpus of 1000 sentences annotated with PoS and nominal chunks - NPChunks Corpus
Online Dictionary Portuguese-Slovak/Slovak-Portuguese Base de dados
Pereira&Freitas - EP Corpus
PhonoDis Corpus
Português Controlado - CLG Base de dados
Português Falado - Variedades Geográficas e Sociais Corpus
Portuguese Corpus Annotated for Modality - MODAL Corpus
Portuguese Lexicon of Discourse Markers - LDM-PT Léxico
Portuguese Technical Lexica - LEXTEC Léxico
Ramalho – EP Corpus
Recolha de dados de PLE Corpus
Santome Structure Dataset Base de dados
Spoken Corpus Mozambique 1986-87 - SCM Corpus
Tarefas de Consciência Fonológica para Crianças do 1.º Ciclo do Ensino Básico - TCFC Ferramenta
Tarefas de produção orais e escritas de sequências consonânticas - PORESC Ferramenta
Unidades Lexicais Multipalavra Nominais em Português Europeu Léxico
Vocativos em Português Europeu Corpus
Word Combination in European Portuguese - LEX-MWE-PT Léxico
WordNet.PT Léxico
Artigo em Revista
Móia, T., & Alves, A. T. (2004). Differences between European and Brazilian Portuguese in the Use of Temporal Adverbials. Journal Of Portuguese Linguistics, 3.1, 37-67.
pdf110.6 KB
Móia, T., & Viotti, E. (2004). Differences and Similarities between European and Brazilian Portuguese in the Use of the «Gerúndio». Journal Of Portuguese Linguistics, 3.1, 111-139.
pdf96.95 KB
Móia, T. (1993). Aspectos da Modificação das Estruturas Nominais. Discursos. Estudos De Língua E Cultura Portuguesa, 4 (Semântica das Estruturas Nominais), 37-63.
pdf74.08 KB
Gonçalves, A. (1992). Algumas questões sobre a capacidade de análise linguística de alunos recém-universitários. .
Costa, T., Sousa, O., & Cardoso, A. (2015). Compreensão na leitura num manual de Estudo do Meio. Da Investigação Às Práticas, 5(I), 98-117.
Móia, T. (2015). The Durative Verbs of Portuguese. Diacrítica, 29(1), 27-59.
pdf444.23 KB
Rodrigues, C., & Lourenço-Gomes, M. C. (2016). Estudo longitudinal da proficiência ortográfica no 2º e 4º anos de escolaridade - estruturas /e/, /eI/ e /oU/. Revista Diacrítica (Série Ciências Da Linguagem), 30.1, 115-36.
Afonso, C., & Freitas, M. J. (2017). Um polvo é igual a um pato? Sobre o impacto das variáveis fonológicas na avaliação do conhecimento metalinguístico. Revista Da Associação Portuguesa De Linguística, 3, 1-20.
Freitas, M. J., & Afonso, C. (2017). Os caracoles são azules? Dados espontâneos e experimentais sobre a aquisição dos plurais das palavras com lateral final. Revista De Estudos Linguísticos Da Universidade Do Porto, 12.
Matos, G., & Catarino, I. (2017). Sluicing e Pseudosluicing em português europeu e brasileiro. Revista Da Associação Portuguesa De Linguística, 3, 191-211. http://doi.org/https://doi.org/10.26334/2183-9077/rapln3ano2017a12
Móia, T. (2017). Aspetos da Gramaticalização de 'ir' como Verbo Auxiliar Temporal. Revista Da Associação Portuguesa De Linguística, 3, 213-239.
pdf252.66 KB
Brito, A. M., & Matos, G. (2018). Relativas Livres e Interrogativas parciais: como Óscar Lopes viu algumas destas construções. Linguística: Revista De Estudos Linguísticos Da Universidade Do Porto, vol 13, 29-56. Retrieved from http://ler.letras.up.pt/site/default.aspx?qry=id04id191&sum=sim (Original work published 2018)
Canceiro, N., Matos, G., & Colaço, M. (2018). Especificidades de nem coordenativo em português europeu. Revista Da Associação Portuguesa De Linguística, 4, 34-47. http://doi.org/https://doi.org/10.26334/2183-9077/rapln4ano2018a29 (Original work published 2018)
Colaço, M., & Gramacho, C. (2018). A concordância em expressões nominais coordenadas com apenas um determinante. Revista Da Associação Portuguesa De Linguística 4.
Matos, G., & Brito, A. M. (2018). Relativas livres e interrogativas parciais: paralelos e diferenças. Revista Da Associação Portuguesa De Linguística, 4. http://doi.org/https://doi.org/10.26334/2183-9077/rapln4ano2018a38 (Original work published 2018)
Pereira, R., Hagemeijer, T., & Freitas, M. J. (2018). Consoantes róticas e variação no português de São Tomé. Revista Da Associação Portuguesa De Linguística, 4.
del Río, I., & Mendes, A. (2018). Error annotation in the COPLE2 corpus. Revista Da Associação Portuguesa De Linguí­stica, 4, 225-239. http://doi.org/10.26334/2183-9077/rapln4ano2018a42
Stede, M., Scheffler, T., & Mendes, A. (2019). Connective-lex: A web-based multilingual lexical resource for connectives. Discours, 24.
Zeyrek, D., Mendes, A., Grishina, Y., Kurfalı, M., Gibbon, S., & Ogrodniczuk, M. (2020). TED Multilingual Discourse Bank (TED-MDB): a parallel corpus annotated in the PDTB style. Language Resources And Evaluation, 54 (2), 587-613. http://doi.org/https://doi.org/10.1007/s10579-019-09445-9
Bacelar do Nascimento, M. F., Mendes, A., & Duarte, E. (2018). Formas de tratamento no português europeu e brasileiro. Diadorim: Revista De Estudos Linguísticos E Literários 20, 20, 245-262.
Mendes, A. (2016). Modalidade e foco: uma análise baseada em dados de corpus. Diadorim – Revista De Estudos Linguísticos E Literários, 127-141. http://doi.org/https://doi.org/10.35520/diadorim.2016.v18n0a4051
Antunes, S., Mendes, A., Gonçalves, A., Janssen, M., Alexandre, N., Avelar, A., et al. (2016). Apresentação do Corpus de Português Língua Estrangeira/Língua Segunda – COPLE2. Revista Da Associação Portuguesa De Linguística, 1, 37-56. http://doi.org/10.21747/2183-9077/rapla3
Zhou, C., Freitas, M. J., & Castelo, A. (2018). A aquisição das consoantes laterais do português europeu por falantes chineses. Revista Da Associação Portuguesa De Linguística, 4, 295-313. http://doi.org/https://doi.org/10.26334/2183-9077/rapln4ano2018a46
Zhou, C., Freitas, M. J., & Castelo, A. (2019). A aquisição das consoantes líquidas do português europeu em coda por falantes chineses. De Oriente A Ocidente: Estudos Da Associação Internacional De Lusitanistas, Volume V — Estudos da AIL sobre Ciências da Linguagem (Língua, Linguística, Didática), 87-118. Retrieved from https://lusitanistasail.press/index.php/ailpress/catalog/view/168/60/739-2
Zheng, Y., Luegi, P., Madeira, A., & Matos, G. (2018). How Chinese learners of L2 European Portuguese interpret null and overt pronouns in forward and backward anaphora. Revista Linguística. http://doi.org/dx.doi.org/10.31513/linguistica.2018.v14n2a17653
Gonçalves, R., & Hagemeijer, T. (2015). O português num contexto multilingue: o caso de São Tomé e Príncipe. Revista Científica Da Universidade Eduardo Mondlane: Série Ciências Da Educação, 1, 87-107. (Original work published 2015)
Móia, T. (2018). On the Semantics of the Temporal Auxiliary Verb 'ir' (‘go’) in Portuguese. Syntaxe Et Sémantique, 19 [E. Labeau & J. Bres, dirs., La Grammaticalisation des Périphrases en 'Aller' et 'Venir' dans les Langues Romanes], 147-177. Presses Universitaires de Caen.