Gramática & Recursos

Este grupo centra-se na modelação do conhecimento linguístico integrando conhecimento sobre interfaces entre diferentes áreas da gramática e conhecimento sobre o uso da língua. O grupo tem como característica distintiva o trabalho conjunto nas áreas da fonologia, do léxico, da sintaxe e da semântica, com o objetivo de construir um modelo integrado de gramática, considerando a forma como o conhecimento linguístico é representado na mente humana, bem como a forma como esse conhecimento poderá ser modelado computacionalmente; o trabalho sobre a aquisição de L1 e L2 está naturalmente no centro deste programa de investigação. A integração de modelos de representação do conhecimento linguístico e de modelos de uso da língua é conseguida através do estudo de corpora.

A produção de corpora e recursos em geral serve ainda o objetivo do grupo de produzir documentação e descrições do português europeu contemporâneo, bem como de línguas menos estudadas que resultam de contacto linguístico (crioulos de base lexical portuguesa, variedades nacionais do português em África e na Ásia). O grupo produz ainda recursos para o estudo da aquisição do português como L1 e como L2 em diferentes situações de aquisição. O grupo integra o CLARIN LP.

A investigação desenvolvida por vários membros do grupo na área da aquisição de L1 e L2 contribui diretamente para o objetivo geral do CLUL de articulação entre investigação fundamental e aplicada, nomeadamente nas áreas da Linguística Educacional e da Linguística Clínica.

São, atualmente, grandes objetivos do grupo:

- Produzir novos recursos para o estudo do português e de crioulos de base lexical portuguesa;

- Continuar investigação fundamental que visa a modelação do conhecimento linguístico, integrando conhecimento sobre interfaces internas à gramática;

- Continuar a documentação e descrição de crioulos e novas variedades do português que emergiram em situação de contacto de línguas;

- Desenvolver o estudo da aquisição do português, dando especial atenção a situações de contacto linguístico (no âmbito do recente Heritage Language Consortium) e à comparação entre desenvolvimento típico e atípico;

- Explorar a potencialidade da linguística comparada para a produção de recursos para a tradução e promover, na mesma área, ligações à indústria.

IR do Grupo

Membros

Colaboradores

Outros ex-membros
Armando Zamora, Maria Sampedro Mella
Recursos Tipo
A Lexicon of Child European Portuguese - CEPLEXicon Léxico
Acquisition of European Portuguese Databank - AcEP Base de dados
Base de Dados para a Identificação do Português Língua Nativa - NLI-PT Base de dados
Child-Adult Interaction Corpus - CAI Corpus
Child-Adult interaction European Portuguese Base de dados
Corpus Almeida - European Portuguese / French Corpus
Corpus Angolar Corpus
Corpus C-ORAL-ROM Corpus
Corpus CCF Corpus
Corpus CINTIL Corpus
Corpus de Português de Cabo Verde Corpus
Corpus de Português do Sri Lanka Corpus
Corpus de Referência do Português Contemporâneo - CRPC Corpus
Corpus de Textos Literários - LT Corpus Corpus
Corpus do Parlamento Português anotado com POS - PTPARL Corpus
Corpus Fadambo Corpus
Corpus Leiria (1991) Corpus
Corpus Online de Escrita e Fala de Crianças nos Primeiros Anos de Escolaridade - EFFE-On Corpus
Corpus PESTRA Corpus
Corpus Português Fundamental - Corpus PF Corpus
Corpus Principense Corpus
Corpus REDIP Corpus
Corpus Santome Corpus
Corpus SANTOS - Português Europeu Corpus
Crosslinguistic Child Phonology Project - Português Europeu - CLCP-PE Ferramenta
Dados Orais de Cabo Verde - CV Words Base de dados
Demo de Subespecificação e Desambiguação de Escopo Ferramenta
Dicionário de Hindi-Português-Hindi Base de dados
Diu Indo-Portuguese Data Set Base de dados
Interacção Pessoa-Máquina em Linguagem Natural - INQUER Base de dados
Learner Corpus of Portuguese L2 - COPLE2 Corpus
Léxico Multifuncional Computorizado do Português Contemporâneo Léxico
NPChunks: Corpus of 1000 sentences annotated with PoS and nominal chunks - NPChunks Corpus
Online Dictionary Portuguese-Slovak/Slovak-Portuguese Base de dados
Pereira&Freitas - EP Corpus
PhonoDis Corpus
Português Controlado - CLG Base de dados
Português Falado - Variedades Geográficas e Sociais Corpus
Portuguese Corpus Annotated for Modality - MODAL Corpus
Portuguese Lexicon of Discourse Markers - LDM-PT Léxico
Portuguese Technical Lexica - LEXTEC Léxico
Ramalho – EP Corpus
Recolha de dados de PLE Corpus
Santome Structure Dataset Base de dados
Spoken Corpus Mozambique 1986-87 - SCM Corpus
Tarefas de Consciência Fonológica para Crianças do 1.º Ciclo do Ensino Básico - TCFC Ferramenta
Tarefas de produção orais e escritas de sequências consonânticas - PORESC Ferramenta
Unidades Lexicais Multipalavra Nominais em Português Europeu Léxico
Vocativos em Português Europeu Corpus
Word Combination in European Portuguese - LEX-MWE-PT Léxico
WordNet.PT Léxico
Capítulo de Livro
Correia, S., Costa, T., & Freitas, M. J. (2007). Sobre o Pé e a aquisição do Ponto de Articulação no Português Europeu, in Textos Seleccionados do XXII Encontro Nacional APL. In (pp. 273-286). Lobo & M. A. Coutinho. Lisboa: APL.
Freitas, M. J. (2005). A sílaba, in Fonética e Fonologia. In (pp. 244-277). Mateus, I. Falé & M. J. Freitas. Lisboa: Universidade Aberta.
Freitas, M. J. (2003). Os pontos nos seus lugares: as líquidas na aquisição do Português Europeu. In Razões e Emoção. Estudos para Maria Helena Mateus (pp. 307-326). I. Castro & I. Duarte. Lisboa: INCM.
Delgado-Martins, R., & Freitas, M. J. (2003). Estruturas temporais da fala: lendo notícias na TV. In Caminho (Fonética do Português. Trinta Anos de Investigação and ed. R. Delgado-Martins. Lisboa, pp. 225-230). .
Delgado-Martins, R., & Freitas, M. J. (2003). Contributo para a identificação de elementos estruturadores da entoação na leitura. In Caminho (Fonética do Português. Trinta Anos de Investigação and ed. R. Delgado-Martins. Lisboa, pp. 231-240). .
Delgado-Martins, R., & Freitas, M. J. (2003). Estruturação temporal da fala: análise acústica e reconhecimento perceptivo. In Caminho (Fonética do Português. Trinta Anos de Investigação and ed. R. Delgado-Martins. Lisboa, pp. 263-270). .
Freitas, M. J. (2002). Pratos, patos e p[ɨ]ratos: o caso da aquisição dos Ataques complexos em Português Europeu. In Saberes no Tempo. Homenagem a Maria Henriqueta Costa Campos (pp. 299-314). M. H. Mateus & C. N. Correia. Lisboa: Edições Colibri.
Costa, J., & Freitas, M. J. (2001). Sobre a representação das vogais nasais em Português Europeu: evidência dos dados da aquisição. In Aquisição de Língua Materna e de Língua Estrangeira. Aspectos Fonético‑Fonológicos (pp. 87-110). C. Matzenauer. Pelotas: Educat.
Freitas, M. J., Miguel, M., & Faria, I. (2001). Interaction between Prosody and morphosyntax: plurals within Codas in the acquisition of European Portuguese. In B. Höehle & Weissenborn, J. (Eds.), Approaches to Bootstrapping. Phonological, Lexical, Syntactic and Neurological Aspects of Early Language Acquisition (p. 45‑58). B. Höehle & J. Weissenborn. Amsterdam: John Benjamins Publishers.
Freitas, M. J. (2000). O conhecimento fonológico. In Língua Portuguesa. Instrumentos de Análise (pp. 215-291). I. Duarte. Lisboa: Universidade Aberta.
Duarte, I., & Freitas, M. J. (2000). O oral e o escrito. In Língua Portuguesa. Instrumentos de Análise (pp. 379-420). I. Duarte. Lisboa: Universidade Aberta.
Faria, I., & Freitas, M. J. (1997). Níveis de processamento silábico em Língua Materna: de que modo as imitações realizadas pelas crianças fornecem informação sobre fases de aquisição fonológica?. In Sentido que a Vida Faz. Estudos para Óscar Lopes (pp. 601-615). I. Lima, F. Oliveira, A. M. Brito & R. Martelo. Porto: Campo de Letras.
Freitas, M. J. (1995). Alveolar trill(ions) of problems: evidence from children acquiring European Portuguese syllables, in Studies on the Acquisition of Portuguese. In (I. H. Faria and M. J. Freitas. Lisboa, p. 55‑70). Colibri/APL.
Freitas, M. J. (1992). Contributo para o estudo de padrões de estruturação temporal da fala no Português Europeu, in Estudos em Prosódia. In (A. I. Mata and M. J. Freitas. Lisboa, pp. 75-103). I. Pereira.
Hagemeijer, T. (2013). The Gulf of Guinea creoles: genetic and typological relations, in Creole languages and linguistic typology. In (pp. 163-206). Bhatt & T. Veenstra. Amsterdam, Philadelphia: John Benjamins.
Hagemeijer, T. (2013). Santome. In The Survey of Pidgin and Creole Languages (Vol. II: Portuguese-based, Spanish-based, and French-based Languages, pp. 50-58). Michaelis, P. Maurer, M. Haspelmath & M. Huber. Oxford: Oxford University Press.
Hagemeijer, T. (2009). Initial vowel agglutination in the Gulf of Guinea creoles, in Complex processes in new languages. In (pp. 29-50). Aboh & N. Smith. Amsterdam/Philadelphia: John Benjamins.
Hagemeijer, T. (2009). Aspects of discontinuous negation in Santome, in Negation patterns in West African languages and beyond. In (pp. 139-165). Cyffer, E. Ebermann & G. Ziegelmeyer. Amsterdam/Philadelphia: John Benjamins.
Hagemeijer, T. (2008). Languages in São Tomé and Príncipe. In Bradt travel guide for S. Tomé e Príncipe. .
Hagemeijer, T., & Lima, C. (2008). Lungwa Santome vocabulary. In Bradt travel guide for S. Tomé e Príncipe (pp. 201-210). .
Hagemeijer, T. (2003). Languages in São Tomé and Príncipe, in Bradt guide for Gabon and S. In (pp. 188-189). Tomé e Príncipe.
Hagemeijer, T. (2001). Semi-lexicality and underspecification in serial verb constructions, in Semi-lexical categories. In (pp. 415-451). Corver & H. van Riemsdijk. New York: Mouton de Gruyter.
Lejeune, P. (2012). Le discours d’expert de l’analyse conjoncturelle au Monde et à l’INSEE: De Sirius à Knock, in Discours d’experts et d’expertise. In (pp. 47-73). Garric & I. Léglise. Berne: Peter Lang.
Lejeune, P. (2012). Le mot marché(s) dans les comptes rendus boursiers : entre métonymie et personnalisation. In Les discours de la bourse et de la finance. Forum Für Fachsprachen-Forschung (pp. 159-177). L. Gautier. Berlin: Frank und Timme.
Lejeune, P. (2009). Quand já ne se traduit pas par déjà. In Estudos linguísticos 2 (pp. 123-140). Lisboa: Colibri.
Lejeune, P. (2009). Kärcher et racaille, ou quand un événement énonciatif déteint sur le sens des mots, in La circulation des discours. In (pp. 163-185). Munoz, S. Marnette, L. Rosier & D. Vincent. Québec: Editions Nota Bene.
Lejeune, P. (2006). Le brouillage énonciatif dans le compte rendu de documents techniques : le cas du Monde et des Notes de conjoncture de l’INSEE. In Dans la jungle des discours. Genres de discours et discours rapportés (pp. 237-248). J. M. Lopez-Muñoz, S. Marnette & L. Rosier. Cadiz: Publicaciones de la Universidad de Cadiz.
Marques, R. (2013). Modo, Gramática do Português. In Eduardo Paiva Raposo et al. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, cap (Vol. 19, pp. 671-693). Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian.
Marques, R. (2010). Modality, Context Change Potential and Mood selection, in Modality and Mood in Romance: Modal interpretation, mood selection, and mood alternation. In (pp. 133-161). Linguistische Arbeiten 533.
Marques, R. (2009). On the selection of mood in complement clauses, in Cross-Linguistic Semantics of Tense, Aspect, and Modality. In (pp. 179-204). L.