Investigador Responsável 3765313083 7a03ee96f7 z

Hugo Cardoso

 

Atuais membros da equipa

Hugo Cardoso

Vanessa López

 

Anteriores membros da equipa

Ana Krajinović

 

Apresentação

 

Este projeto estuda os crioulos de base portuguesa que se desenvolveram, a partir do início do séc. XVI, nas regiões de maioria dravídica do Sul da Índia e Sri Lanka Oriental - um conjunto dos crioulos luso-asiáticos que, apesar de serem os mais antigos, permanecem sub-estudados - de uma perspetiva diacrónica e sincrónica.

- A investigação diacrónica envolve a recolha, edição e análise de fontes primárias escritas em português, no Sul da Índia, durante e após o período colonial português

- A investigação sincrónica envolve a documentação e descrição linguística dos crioulos drávido-portugueses que subsistem no Querala [Índia] e Sri Lanka Oriental

 

Resultados

 

1. Produção de corpora anotados dos crioulos de base portuguesa do Sul da Índia

 

          Corpus Oral do Crioulo Indo-Português de Cananor (2006-2015) - disponível brevemente

 

          Corpus Oral do Crioulo Indo-Português de Cochim (2007-2010) - disponível brevemente

 

2. Produção de um corpus anotado do crioulo de base portuguesa do Sri Lanka

 

A investigação no Sri Lanka deu origem a um projeto spin-off dedicado inteiramente à documentação do Português do Sri Lanka:

 logo pequeno 700dpi

 

3. Manuscritos em português do Sul da Índia: Ernakulam Regional Archives

 

Anot

 

Recolha e transcrição de documentos escritos em português ( sécs. XVII-XIX) - disponível brevemente

 

Publicações

 

Cardoso, Hugo. 2015. 'The correspondence between A. Bigandet and Hugo Schuchardt', in Bernhard Hurch (ed.), Hugo Schuchardt Archiv (2007-). [Webedition available at: http://schuchardt.uni-graz.at/korrespondenz/briefe/ korrespondenzpartner/156]

Cardoso, Hugo. 2015. 'The correspondence between Robert Caldwell and Hugo Schuchardt', in Bernhard Hurch (ed.), Hugo Schuchardt Archiv (2007-). [Webedition available at: http://schuchardt.uni-graz.at/korrespondenz/briefe/ korrespondenzpartner/438]

Cardoso, Hugo. 2015. 'The correspondence between D’Cruz and Hugo Schuchardt', in Bernhard Hurch (ed.), Hugo Schuchardt Archiv (2007-). [Webedition available at: http://schuchardt.uni-graz.at/korrespondenz/briefe/korrespondenz partner/104]

Cardoso, Hugo & Johannes Mücke. 2015. 'The correspondence between Friedrich Wilhelm Schmolck and Hugo Schuchardt', in Bernhard Hurch (ed.), Hugo Schuchardt Archiv (2007-). [Webedition available at: http://schuchardt.uni-graz.at/korrespondenz/briefe/korrespondenzpartner/538]

Mücke, Johannes & Hugo Cardoso. 2014. 'The correspondence between Angelus Francis Xaver Maffei and Hugo Schuchardt', in Bernhard Hurch (ed.), Hugo Schuchardt Archiv (2007-). [Webedition available at: http://schuchardt.uni-graz.at/korrespondenz/briefe/korrespondenzpartner/1993]

Cardoso, Hugo C. 2014. ‘Factoring sociolinguistic variation into the history of Indo-Portuguese’. Revista de Crioulos de Base Lexical Portuguesa e Espanhola 5: 87-114.

Cardoso, Hugo C. 2014. ‘The case of addressees in Dravido-Portuguese’. Papia 24(2): 307-342.

Krajinović Rodrigues, Ana. 2015 O sistema verbal dos crioulos indo-portugueses do Malabar, dissertação de Mestrado, Universidade de Lisboa.

logo pequeno 700dpi

 

Investigador Responsável

Hugo Cardoso

 

Membros da equipa

Hugo Cardoso

Mahesh Radhakrishnan

Patrícia Costa

 

Colaboradores

Achinthya Bandara (University of Colombo)

Rui Pereira (CLUL)

 

Consultores

Dennis McGilvray (University of Colorado)

Ian Smith (York University)

Jim Sykes (University of Pennsylvania)

K. David Jackson (Yale University)

Sebastian Nordhoff (Language Science Press)

 

Apresentação

 

O Português de Sri Lanka (também conhecido como Crioulo Português de Sri Lanka ou Português Burgher) é uma língua crioula de base lexical portuguesa falada pela comunidade dos Burghers Portugueses do Sri Lanka Oriental e, historicamente, também pelas comunidades dos Kaffirs e dos Burghers Neerlandeses. A formação do crioulo está relacionada com o domínio colonial português de vastas porções do Sri Lanka (à data, Ceilão) entre o início do séc. XVI e meados do séc. XVII. Entre outras características, as comunidades dos Burghers Portugueses e dos Kaffirs são reconhecidas pelos seus géneros únicos de música e dança.

O projeto é um spin-off de "Crioulos de base portuguesa no espaço dravídico: diacronia e sincronia" e é financiado pelo Endangered Languages Documentation Programme (SOAS, University of London). O seu objetivo é o de criar um corpus anotado da língua, música e dança portuguesas de Sri Lanka (incluindo materias primários recolhidos em diversos arquivos e bibliotecas), disponibilizado no Endangered Languages Archive.

 

Aceda ao corpus aqui.

 

facebook Logo


bonequinho 

 



Cardoso, A. (2008). Desenvolver competências de análise linguística. In O. Sousa & A. Cardoso (Eds.), Desenvolver Competências em Língua Portuguesa (pp. 137-172). Lisboa: CIED/ESELx.

Cardoso, A., Costa, M. & Pereira, S. (2002). Para uma tipologia de erros. Ler Educação, 2(2), 5-25.

 

Cardoso, A., Hortas, M. J., Silva, E. & Tempera, T. (2012). Competências em língua portuguesa à saída da licenciatura: O caso da licenciatura em Educação Básica da ESELx. In C. Gonçalves & C. Tomás (Orgs.), Atas do V Encontro do CIED - Escola e Comunidade (pp. 447-459). Lisboa: Centro Interdisciplinar de Estudos Educacionais.Freitas, M. J. & A. L. Santos (2001) Contar (histórias de) sílabas. Descrição e implicações para o ensino do Português como língua materna. Col. Cadernos de Língua Portuguesa. Nº 2. Lisboa: APP / Ed. Colibri.

 







Publicações  no âmbito do Plano Nacional para o Ensino do Português (PNEP) - Ministério da Educação

Duarte, I. (2008).O Conhecimento da Língua: Desenvolver a Consciência Linguística. PNEP. Lisboa: ME: DGIDC.

Duarte
, Inês, Madalena Colaço, M. João Freitas & Anabela Gonçalves (2011). O Conhecimento da Língua: Desenvolver a Consciência Lexical. Lisboa: Ministério da Educação/Direção-Geral da Inovação e Desenvolvimento Curricular. [99 pp.]

Freitas, M. João, Dina Alves & Teresa Costa (2007). O Conhecimento da Língua: Desenvolver a Consciência Fonológica. Lisboa: Ministério da Educação/Direção‑Geral da Inovação e Desenvolvimento Curricular. [87 pp.]

Gonçalves, Fernanda, Paula Guerreiro & M. João Freitas (com a colaboração de Otília Sousa) (2011). O Conhecimento da Língua: Percursos de Desenvolvimento. Lisboa: Ministério da Educação/Direção-Geral da Inovação e Desenvolvimento Curricular. [93 pp.]



Coleção Cadernos de Língua Portuguesa

771_big

Costa, João & Ana Costa. O que é um advérbio? Lisboa: Associação de Professores de Português, Colibri.

772_big

Freitas, Maria João & Ana Lúcia Santos (2001). Contar (histórias de) sílabas. Descrição e implicações para o ensino do Português como língua materna. Col. Cadernos de Língua Portuguesa. Nº 2. Lisboa: APP / Ed. Colibri.

 

773_big

Gonçalves, Anabela & Teresa Costa (2002). (Auxiliar a) Compreender os Verbos Auxiliares do Português - Descrição e Implicações para o Ensino do Português como Língua Materna. Lisboa: Colibri / Associação de Professores de Português. [137 pp.]
 

 1706_big

Freitas, M. João, Celeste Rodrigues, Teresa Costa & Adelina Castelo (2012). Os Sons que  estão dentro das Palavras. Descrição e Implicações para o Ensino do Português como    Língua Materna. Lisboa: Ed. Colibri/APP. [228 pp.]


 

Outras Publicações
 

Cardoso, Adriana (2008). Desenvolver competências de análise linguística. In O. Sousa & A. Cardoso (Eds.), Desenvolver Competências em Língua Portuguesa (pp. 137-172). Lisboa: Centro Inderdisciplinar de Estudos Educacionais / Escola Superior de Educação de Lisboa.

Cardoso, Adriana, Costa, Manuel & Pereira, Susana (2002). Para uma tipologia de erros. Ler Educação2(2), 5-25.

Cardoso, Adriana, Hortas, Maria João, Silva, Encarnação & Tempera, Tiago (2012). Competências em língua portuguesa à saída da licenciatura: O caso da licenciatura em Educação Básica da ESELx. In C. Gonçalves & C. Tomás (Orgs.), Atas do V Encontro do CIED — Escola e Comunidade (pp. 447-459). Lisboa: Centro Interdisciplinar de Estudos Educacionais / Escola Superior de Educação de Lisboa.

Cardoso, Adriana, Magro, Catarina, Braz, João & Nunes, Teresa (2015). CUTe: Corpus of Portuguese Undergraduates' Texts - Um recurso para a investigação em escrita académica em português. In António Moreno, Fátima Silva, Isabel Falé, Íris Pereira & João Veloso (Orgs.), XXIX Encontro Nacional da Associação Portuguesa de Linguística — Textos selecionados (pp. 205-227). Porto: Associação Portuguesa de Linguística.

Cardoso, Adriana, Pereira, Susana & Silva, Encarnação (2015). Gramática & Texto: Desenvolvimento integrado de competências nos 1.º e 2º ciclos. Estudos Linguísticos / Linguistic studies10, 356-369. 

Cardoso, Adriana, Pereira, Susana & Silva, Encarnação (2015). Grammar and Text: An experiment in teacher training. Cultura y Educación Culture and Eduation 27(2), 456-463.

Cardoso, Adriana, Pereira, Susana, Sousa, Otília & Silva, Encarnação (2009). On the development of textual skills. L1 – Educational Studies in Language and Literature9(4), 63-86.

Cardoso, Adriana & Silva, Ana (2003). O texto informativo/explicativo no 1º Ciclo. In Cristina Mello, Antonino Silva, Clara Moura Lourenço, Lúcia Oliveira & Maria Helena Araújo e Sá. (Orgs.), A didáctica das línguas e literaturas em Portugal: Contextos de emergência, condições de existência e modos de desenvolvimento (pp. 75-80). Coimbra: SPDLL & Pé de Página Editores.

Cardoso, Adriana & Silva, A. (2003). Problemas na produção e compreensão do texto explicativo. In Amália Bárrios & José Orlando Ribeiro (Coord.), Criatividade, Afectividade, Modernidade – Construindo hoje a escola do futuro (pp. 211-229). Lisboa: Centro Inderdisciplinar de Estudos Educacionais / Escola Superior de Educação de Lisboa.

Castelo, Adelina (2012). Competência metafonológica e sistema não-consonântico no Português Europeu: descrição, implicações e aplicações para o ensino do Português como língua materna. Dissertação de Doutoramento, Universidade de Lisboa.

 Castelo, Adelina (2012). A influência de propriedades fonológicas na segmentação: estudo‑piloto com alunos do 5.º e do 10.º ano de escolaridade. Estudos Linguísticos/Linguistic Studies, 6-7. Lisboa: Ed. Colibri/CLUNL, pp. 177-194.

Castelo, Adelina, Maria João Freitas e Fátima Miguens (2010). Níveis de escolaridade e a capacidade de segmentação de palavras: o efeito da extensão de palavras na identificação de segmentos. In Maria João Freitas, Anabela Gonçalves e Inês Duarte (orgs.) Avaliação da Consciência Linguística: Aspetos fonológicos e sintáticos do Português. Lisboa: Ed. Colibri.

 Castelo, Adelina e Maria João Freitas (2014). As implicações didáticas para o ensino secundário que derivam das competências metafonológicas em alunos do ensino superior. In XXIX Encontro Nacional da Associação Portuguesa de Linguística. Textos selecionados. Porto: APL.

Castelo, A. & M. João Freitas (2009). Explicitação do conhecimento fonológico em Língua Materna. In Actas do 8.º Encontro Nacional da Associação de Professores de Português - Gramática, para que te quero?! O Ensino da Gramática: Sentido(s) e Possibilidades. Lisboa: APP, pp. 1-15.

Costa, A. (2000) As T.I.C. em Apoio Educativo: aprender e gostar de escrever. Atas do Seminário Internacional Encontros, Percursos e Recursos - As T.I.C. na Escola, Centro de Competência Nónio, Escola Superior de Educação de Setúbal.

Costa, A. (2003) O que é que é “é que”? O estudo de pseudo-clivadas invertidas de “é que” para o desenvolvimento do conhecimento explícito no Ensino Secundário. Atas do 5.º Encontro Nacional da Associação de Professores de Português. Lisboa:   APP, Lisboa Editora, pp. 263-279.

Costa, A. (2006) Desenvolvimento linguístico e literacia de escrita. Atas do Encontro Internacional de Linguística Aplicada. Aveiro: Departamento de Línguas e Culturas. Universidade de Aveiro, pp. 47-63.

Costa, A. (2009) Advérbios conectivos para quê. In Paulo Feytor Pinto (org.). Gramática, para que te Quero?! O Ensino da gramática. Sentido(s) e Possibilidades. Atas do 8.º Encontro Nacional da Associação de Professores de Português. Lisboa: APP, pp. 16-27.

Costa, A. (2010) Estruturas contrastivas: desenvolvimento do conhecimento explícito e da competência de escrita. Dissertação de doutoramento na especialidade de Linguística Educacional. Lisboa: Universidade de Lisboa, 306 pp.

Costa, A. (no prelo) Gramática & escrita: o caso das contrastivas. Revista Palavras. n.º 46-47

Costa, A. & A. L. Santos (1999) Grammar in the Portuguese National Curricula: What do we want to teach and why? In John Sarkissian (ed.). Proceedings of the Twenty‑second Annual Conference on the Teaching of Foreign Languages and Literatures, Youngstown: Youngstown State University, pp. 289-316.

Costa, Ana Helena Moniz & Marta Nunes. (2004) Queres saber o que é uma pergunta? Uma sequência de aprendizagem sobre aspetos sintáticos e entoacionais de interrogativas em PE. Atas do XIX Encontro da Associação Portuguesa de Linguística, Lisboa: APL, Colibri, pp. 113-124. 

Costa, Teresa, Sousa, Otília & Cardoso, Adriana (2015). Compreensão na leitura num manual de Estudo do Meio. Da Investigação às Práticas5(I), 98–117. 

Delgado-Martins, M. R. & I. Duarte (eds.) (1991). Documentos do Encontro sobre Novos Programas de Português. Lisboa: Edições Colibri. 115 pp.

Delgado-Martins, M. R., I. Duarte, A. J. Miranda e L. F. Barbeiro (1988). Para uma Caracterização do Saber Linguístico à Entrada no Ensino Superior. Lisboa: Associação Portuguesa de Linguística. 48 pp.

Duarte, I. (2011). Modo oral e modo escrito, estruturas sintáticas de desenvolvimento tardio e escolarização. In Valente, A. (ed.). Língua Portuguesa: Descrição e Ensino: 15-30. Rio de Janeiro: UERJ.

Duarte, I. (2011). Sobre o Conceito de Consciência Linguística. In Freitas, Gonçalves & Duarte (eds.). Avaliação da Consciência Linguística. Aspectos Fonológicos e Sintácticos do Português: 11-16. Lisboa: Edições Colibri.

Duarte, I. (2010). Competências de Escrita de Estudantes Portugueses à Entrada na Universidade. In P. Gonçalves (ed.). O português escrito por estudantes universitários: Descrição linguística e estratégias didácticas. Maputo: Texto Editora.

Duarte, I. (2009). omentário a “Metodologias e Recursos para o Ensino da Língua Portuguesa no Estrangeiro”. In Baptista, Costa & Pereira (eds.). O Mundo dos Leitorados. Políticas e Práticas de Internacionalização da Língua Portuguesa: 155-157. Lisboa: Colibri.

Duarte, I. (2008). Linguística Educacional: uma aposta, a formação de uma comunidade, um horizonte de desafios. In O Fascínio da linguagem. Actas do Colóquio de Homenagem a Fernanda Irene Fonseca”. Porto: CLUP/FLUP.

Duarte, I. & P. Morão (eds.) (2006). Ensino do Português para o Século XXI. Lisboa: Colibri. Co-editor.

Duarte, I. (2006). Ensinar Português para o Desenvolvimento: Diagnóstico e Propostas Terapêuticas. In I. Duarte & P. Morão (eds.). Ensino do Português para o Século XXI. Lisboa: Colibri.

Duarte, I. (2005). Ler: um mistério para desvendar, um problema para resolver. In AA. (2005). No Branco do Sul As Cores do Livro. 5.º Encontro sobre Literatura para Crianças e Jovens: 149-171. Lisboa: Caminho.

Duarte, I. e A. Costa. O lugar da Língua Materna no Currículo Nacional do Ensino Básico: competências essenciais. In Miguel Zabalza (coord.). Flexibilidade Curricular. Cidadania e Comunicação. Lisboa: ME, pp. 323-331.

Duarte, I., M. J. Freitas, A. Gonçalves & M. J. Horta (2003). O IRC como uma nova situação de Uso da Língua: implicações. In Challenges 2003.5.º SIIE. Actas. Universidade do Minho: Centro de Competência Nónio Século XXI. CD-rom edition.

Duarte, I. (2002). Complexidade Sintáctica: Suas Implicações no Ensino de Língua Materna. In Mello et al (eds.) (2002). II Jornadas Científico-Pedagógicas de Português: 67-85. Coimbra: Almedina.

Duarte, I. (2002). A Formação em Língua Portuguesa na Dupla Perspectiva do Formando como Utilizador e como Futuro Docente de Língua Materna. In Sim-Sim (ed.) A Formação para o Ensino da Língua Portuguesa na Educação Pré-Escolar e no 1.º Ciclo do Ensino Básico. Cadernos de Formação de Professores, 2: 27-33. Porto: Porto Editora.

Duarte, I., I. Sim-Sim & M. J. Ferraz (2001). Língua Portuguesa. In AA. Currículo Nacional do Ensino Básico. Competências Essenciais: 31-36. Lisboa: Ministério da Educação - Departamento da Educação Básica.

Duarte, I. Uso da Língua e Criatividade (2001). In Fonseca, Duarte & Figueiredo (eds.) A Linguística na Formação do Professor de Português: 107-123. Porto: Centro de Linguística da Universidade do Porto.

Duarte, I. (2000). Língua Portuguesa. Instrumentos de Análise. Lisboa: Universidade Aberta. 436 pp. M. J. Freitas wrote chapter 5 and is co-author of chapter 8.

Duarte, I. (2000) Ensino da Língua Materna: da Repetição de Modelos à Intervenção Educativa Cientificamente Fundamentada (2000). In Reis et al (eds.) Actas do V Congresso Internacional de Didáctica da Língua e da Literatura: 47-61. Coimbra.

Duarte, I. & H. Batoréo (1999). Aberturas de Narrativas: Incidências no Ensino do Português como Língua Materna e como Língua Estrangeira. In Palavras, 15: 39‑58.

Duarte, I. (1998) Algumas Boas Razões para Ensinar Gramática. In 2º Encontro de Professores de Português. A Língua Mãe e a Paixão de Aprender. Actas: 110-123. Porto: Areal.

Duarte, I. (1997). Ensinar Gramática: Para Quê e Como?. In Palavras, 11: 67-74.

Duarte, I. (1996). Se a língua materna se tem de ensinar, que professores temos de formar?. In Formar Professores de Português Hoje: 73-82. Lisboa: Colibri.

Duarte, I. & M. R. Delgado-Martins (1993). Brincar com a Linguagem, Conhecer a Língua, Fazer Gramática. In F. Sequeira (ed.) Linguagem e Desenvolvimento: 9-17. Braga: Instituto de Educação, Universidade do Minho.

Duarte, I. (1993). O Ensino da Gramática como Explicitação do Conhecimento Linguístico. In Barbeiro et al. (eds.) Ensino–Aprendizagem da Língua Portuguesa: 49-60. Leiria: ESEL-IPL.

Duarte, I. (1992). Oficina Gramatical: Contextos de Uso Obrigatório do Conjuntivo. In Delgado‑Martins et al (eds.) Para a Didáctica do Português. Seis Estudos de Linguística: 165-177. Lisboa: Colibri.

Duarte, I. (1991) Funcionamento da Língua: a Periferia dos NPP. In Delgado-Martins & Duarte (eds.) Documentos do Encontro sobre Novos Programas de Português: 45-64. Lisboa: Edições Colibri.

Duarte, I. et al. (1991). “Proposta de Nomenclatura Gramatical (Ensino Básico e Secundário) – Versão Actualizada”. In Delgado-Martins & Duarte (eds.) Documentos do Encontro sobre Novos Programas de Português: 66-80. Lisboa: Edições Colibri.

Freitas, M. J., A. Gonçalves & I. Duarte (eds.) (2011). Avaliação da Consciência Linguística. Aspectos Fonológicos e Sintácticos do Português. Lisboa: Edições Colibri.

Pinto, J. Contributos para a formação contínua de professores de Português L2 em Cabo Verde: dificuldades perante uma estratégia inovadora (Tese publicada pela USC – ISBN 978-84-9887-444-0)

Pinto, J. (no prelo). Do “foco nas formas” ao “foco na forma”: contributos para o ensino/aprendizagem do Português L2 em Cabo Verde. In L. Gonçalves (Org.), Fundamentos do ensino de português como língua estrangeira. São Paulo: Editora Galpão.

Pinto, J. (no prelo). L’approche basée sur la tâche et la focalisation sur la forme dans l’apprentissage du Portugais Langue Etrangère. Une étude au Maroc. Revue: Langues et Littératures, 23, Faculté des Lettres et des Sciences Humaines de Rabat.

Pinto, J.; Lamas, E. & Silva, L. (2012). Para uma análise do Manual de Técnicas de Expressão Oral e Escrita. Contributos para a aprendizagem do português L2 em Cabo Verde. In A. B. Benito e I. O. González (Eds.), Atas do II Congreso Internacional de la SEEPLU “Difundir la Lusofonía” (pp. 240-260). Cáceres: SEEPLU.

Pinto, J. (2011). O ensino de línguas baseado em tarefas e o foco na forma: contributos para uma didáctica do PL2 em Cabo Verde. In Linguarum Arena, 2, 27-41.

Pinto, J. (2011). O ensino/aprendizagem da gramática do Português como L2: um estudo de caso. In RevPLE – Revista eletrónica de Português Língua Estrangeira, Português Língua Segunda e Português Língua Não Materna, Associação de Professores de Português (APP), n.º 2, inverno.

Pinto, J. & Silva, L. (2006). Formação contínua de professores de Língua Portuguesa – o caso de Cabo Verde. Contacto, Revista da Universidade Jean Piaget de Cabo Verde, 1, 167-176.

Pinto, J. (2004). O ensino das línguas em Cabo Verde: a questão da interlíngua. In I. Duarte & J. V. Adragão (orgs.), Atas do Encontro Regional Associação Portuguesa de Linguística. O Ensino das Línguas e a Linguística. Setúbal: APL/ESE Setúbal (CD-ROM).

Pinto, J. & Silva, L. (2004). O ensino recíproco do Português e do Francês em Cabo Verde. In Actas do Colóquio Internacional da União Latina: O ensino recíproco do Francês e do Português na África Ocidental (pp. 167-175). Paris: União Latina.

Santos, A., Cardoso, A. & Pereira, S. (2014). Às voltas com as palavras: Desenvolvimento da consciência linguística no 1.º ano de escolaridade. Tijuelo, 10, 84-100.

Sim-Sim, I., I. Duarte & M. J. Ferraz (1997). A Língua Materna na Educação Básica. Competências Nucleares e Níveis de Desempenho. Lisboa: Ministério da Educação, Departamento da Educação Básica. 110 pp.

Sousa, Otília & Cardoso, Adriana (Eds.). (2010). Desenvolver Competências em Língua: Percursos didácticos. Lisboa: Colibri / Centro Interdisciplinar de Estudos Educacionais.

Sousa, Otília & Cardoso, Adriana (Eds.). (2008). Desenvolver Competências em Língua Portuguesa. Lisboa: Centro Interdisciplinar de Estudos Educacionais / Escola Superior de Educação de Lisboa.

Sousa, Otília & Cardoso, Adriana (2005). Da língua em funcionamento ao funcionamento da língua. Palavras27, 61-69. 




Referência do projecto: 209034.
 
Corpus de Português Língua Estrangeira/Língua Segunda (COPLE2) é atualmente financiado através do projecto RECAP.
 
Projeto:
Recursos para a Aprendizagem de Português (RECAP).
 

 

Equipa:

Iria del Río (Investigador Responsável)
 

Entidades financiadoras:

Fundação Calouste Gulbenkian (FCG) - Referência do projecto: 209034, Associação para o Desenvolvimento da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa (ADFLUL), Instituto de Cultura e Língua Portuguesa (ICLP).

Entidades participantes:

Centro de Linguística da Universidade de Lisboa (CLUL)
Instituto de Cultura e Língua Portuguesa (ICLP)
Centro de Avaliação de Português Língua Estrangeira (CAPLE)

 

Duração do projecto:

Início: 01 Outubro de 2017
Fim: 30 de Setembro de 2018

 

Resumo:
 

O projeto RECAP visa ampliar e melhorar a atual versão do Corpus de Português Língua Estrangeira/Língua Segunda (COPLE2).

O corpus será ampliado com novos textos escritos produzidos por alunos dos cursos de PLE/L2 do Instituto de Cultura e Língua Portuguesa (ICLP – FLUL). O processo de compilação, codificação e anotação seguirá os procedimentos estabelecidos em fases prévias de constituição do corpus. A equipa focará os seus esforços em melhorar o equilíbrio na composição do corpus, dando especial atenção não só às línguas maternas dos alunos, mas também ao tipo de tarefa/tópico dos textos. Será acrescentado também um pequeno corpus de controlo com textos escritos por falantes nativos de português.

O projeto é financiado pela Fundação Calouste Gulbenkian, como parte do programa para Portuguese Language and Culture (PGLCP); são entidades participantes o ICLP, o CAPLE e o Centro de Linguística da Universidade de Lisboa (CLUL).
 
Publicações:
 
del Río, Iria & Mendes, Amália. (2018). Error annotation in a Learner Corpus of Portuguese. 11th International Conference on Language Resources and Evaluation. 7 a 12 de maio de 2018. Miyazaki, Japan. 
 
López, Vanessa (2018). Infinitivos flexionados no COPLE2. Póster apresentado nas Jornadas de PLE, Universidade do Minho, 19 a 20 de janeiro de 2018.
 
 
FCG 01 FundacaoCalousteGulbenkian PRT CAPLE
 
 
Picture1
 
 
 
 

passarinho

 
O CLUL tem desenvolvido várias atividades de divulgação e de colaboração com escolas e professores e participado em projetos de formação de professores e de investigação em didática.

 

Atividades recentes

 
Organização do seminário "Avaliar o Conhecimento Gramatical", em colaboração com a Associação Portuguesa de Linguística (15 de fevereiro de 2016)

Semana Ciência Viva (23-27 de novembro de 2015)

Nesta semana, foi incluída a atividade Falar [sobre] Línguas, especificamente dirigida a alunos do Ensino Básico e do Ensino  Secundário e que contou com a participação de cerca de 50 alunos de uma escola que colabora com a FLUL no âmbito da formação de professores.


III Jornadas de Português Língua Não Materna (Aquisição e Didática)

(entrada livre e divulgação junto de escolas que mantêm colaboração com a FLUL no âmbito da formação de professores) 

Alguns membros da Linha de Linguística Educacional (Anabela Gonçalves, Ana Lúcia Santos, Guilhermina Jorge, Matilde Miguel) lecionaram módulos na ação de formação “Ensinar Português e Francês: olhares cruzados”, que teve lugar na FLUL, de 13 a 16 de julho de 2015. Foram lecionados os seguintes módulos:

Anabela Gonçalves e Matilde Miguel, "À descoberta dos tempos compostos em Português Língua Materna e em Francês Língua Estrangeira: questões terminológicas e morfossintáticas"

Ana Lúcia Santos,  “Orações relativas: entre o português e o francês, a análise contrastiva na base da aprendizagem”

Guilhermina Jorge, "Fraseologia, Criatividade e Tradução"

 
 Participação em projetos

Plano Nacional de Ensino do Português - PNEP (projeto do Ministério da Educação – Direção Geral de Inovação e Desenvolvimento Curricular, 2006-2010). Conceção do programa de formação docente, formação, organização de encontros e elaboração de brochuras disponibilizadas em versão digital e em papel pelo Ministério da Educação. (Inês Duarte e Maria João Freitas; lecionação de ações de formação: Anabela Gonçalves, Ana Lúcia Santos, Madalena Colaço)

Project LITTERA, Programa de Melhoria do Ensino da Língua Portuguesa (Inês Duarte, consultora) Fundação Calouste Gulbenkian.

Caracterização dos Níveis de Literacia da População Escolar Portuguesa (Gabinete de Estudos e Planeamento do Ministério da Educação) ― projecto de investigação integrado no estudo internacional International Study of Reading Literacy, promovido pela International Association for the Evaluation of Educational Achievement – IEA, com um período de execução de 3 anos (1989-1992).  (Inês Duarte)

Learner Corpus: da investigação ao ensino de Português Língua Estrangeira/Língua Segunda (LeCIEPLE), 2014-2015 financiado pela Associação para o Desenvolvimento da Faculdade de Letras (ADFLUL) e pela Fundação Calouste Gulbenkian (FCG), com a referência 134655 (coordenado por Anabela Gonçalves).

Consórcio saberportugues.pt (Fundação Calouste Gulbenkian, ICamões, ULisboa, UNL, IPLeiria, UC, UA, UP e UM). (Nélia Alexandre, Inês Duarte, Jorge Pinto).

Plano Nacional de Leitura (desde 2006), Ministério da Educação. (Maria João Freitas, Maria Armanda Costa, membros da Comissão Científica).

Programa de Formação para a Implementação das Metas Curriculares de Português (2013), Ministério da Educação/FLUL. (coordenado por Madalena Colaço, Maria João Freitas e Isabel Rocheta; participação em ações de formação: Adriana Cardoso, Anabela Gonçalves, Ana Lúcia Santos).

Terminologia Linguística para os Ensinos Básico e Secundário (2004-2007), Ministério da Educação (projeto coordenado pelo Departamento do Ensino Secundário deste Ministério, no qual participaram vários docentes de universidades nacionais; o trabalho desenvolvido no âmbito da construção deste instrumento foi revisto e integrado no Dicionário Terminológico (2008)). (Inês Duarte, Maria João Freitas, Ana Lúcia Santos, Ana Luísa Costa)

PerGram ‑ Percursos para o ensino da gramática nos primeiros anos de escolaridade, Fundação Calouste Gulbenkian (setembro de 2014 a setembro de 2015). Instituição de acolhimento: Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Universidade Nova de Lisboa; Instituições parceiras: Escola Superior de Educação de Lisboa e Agrupamento de Escolas de Benfica. (Adriana Cardoso)

Recursos Multimédia de Apoio à Escrita Académica (Scriptorium ‑ Centro de Escrita Académica em Português). Financiamento: Fundação para a Ciência e a Tecnologia ‑ Partilha e Divulgação de Experiências em Inovação Didática no Ensino Superior (129/ID/2014) (1 de novembro a 30 de abril). Instituição de acolhimento: Instituto Politécnico de Lisboa. Equipa: Catarina Magro (Coord.), Adriana Cardoso.