Equipa:

Gabriela Vitorino (Investigadora Responsável)

João Saramago

Financiamento:

Sem financiamento externo específico


Descrição:

Este projecto de Geografia Linguística tem por objecto o léxico associado à vida piscatória na orla marítima portuguesa. O questionário contém cerca de 1.200 perguntas que recobrem os seguintes campos semânticos: a pesca e os processos de pesca, as embarcações e a navegação, a companha e a comercialização do pescado, a fauna e a flora marinhas, aspectos da costa e do mar e os fenómenos atmosféricos. A rede de pontos é constituída por 40 localidades: 23 na costa continental portuguesa, 5 no arquipélago da Madeira e 12 nos Açores.

Com um questionário de cerca de 300 perguntas, os trabalhos iniciaram-se com a recolha do léxico relativo às espécies da fauna e flora marinhas nas 23 localidades continentais (1984/85). Existe uma edição policopiada de 200 mapas (e de índices remissivos) onde foram cartografadas, em transcrição fonética, as denominações obtidas para as várias espécies e ainda designações referentes a aspectos genéricos da fauna (1987). Cada mapa trata apenas um conceito ou uma espécie biológica, mas é acompanhado de uma série de notas que especificam características particulares associadas àquele conceito ou às denominações encontradas. São ainda tratadas, em adenda a alguns mapas, designações para espécies não sistematicamente investigadas.

Com o mesmo questionário foi efectuada a recolha de dados para a fauna e flora no arquipélago dos Açores (12 localidades) e na ilha da Madeira (4 localidades), não tendo ainda sido possível aplicar o inquérito planeado para a ilha de Porto Santo.

Todos os materiais recolhidos e transcritos foram introduzidos numa base de dados relacional. Os materiais dos Açores deram origem a um volume de 156 mapas e notas já disponibilizados sob o tema A Fauna e a Flora Marinhas na edição on-line do ALEAç - Atlas Linguístico-Etnográfico dos Açores.

 

Rede dos Pontos de Inquérito:

Mapa